Diorama TV Awards 2011: Categorias Técnicas e Adicionais – Indicados

Devido à falta de tempo deste que vos fala, só agora terá início a segunda edição Diorama TV Awards, seqüência de posts onde seleciono o que houve de melhor entre as séries no período da summer season de 2010 à de 2011. Assim como no ano passado, isso aqui se dividirá em três etapas – Drama, Comédia e Categorias Técnicas e Adicionais. Sem mais delongas, vamos à primeira, as categorias técnicas e adicionais, que sofreu algumas alterações em relação à edição passada:

Série de Animação

American Dad | Bob’s Burgers | Futurama | Neighbors From Hell | The Simpsons | South Park

Programa Brasileiro

Amor em 4 Atos | As Cariocas | Comédia MTV | Cordel Encantado | Furo MTV | Ídolos

Montagem
– The Closer
– The Good Wife
– Mad Men
– My Generation
– Raising Hope
– Shameless

Direção de Arte
– Boardwalk Empire
– The Borgias
– Community
– Fringe
– Game of Thrones
– Mad Men

Fotografia
– Boardwalk Empire
– Fringe
– Game of Thrones
– Lights Out
– Mad Men
– Secret Diary of a Call Girl

Maquiagem
– Fringe
– Game of Thrones
– Grey’s Anatomy
– Mad Men
– True Blood
– The Walking Dead

Figurino
– Boardwalk Empire
– The Borgias
– Game of Thrones
– Mad Men
– Secret Diary of a Call Girl
– True Blood

Efeitos Visuais
– Boardwalk Empire
– Fringe
– Game of Thrones
– Supernatural
– The Walking Dead
– True Blood

Sonoplastia
– Boardwalk Empire
– Dexter
– Fringe
– Game of Thrones
– Treme
– True Blood

Trilha Sonora Original
– Dexter
– Fringe
– Game of Thrones
– Mad Men
– Rubicon
– True Blood

Créditos de Abertura
– Amor Em Quatro Atos
– The Borgias
– As Cariocas
– Game of Thrones
– Shameless
– The Simpsons (episódio “MoneyBart”)


Uma Imagem

YAY!


Comentando os Indicados ao Emmy 2011 – Série

Comédia

The Big Bang Theory
“The Herb Garden Germination” & “The 21-Second Excitation”
“The Justice League Recombination” & “The Engagement Reaction”
“The Love Car Displacement” & “The Agreement Dissection”

Glee
“Audition” & “Silly Love Songs”
“Original Song” & “The Substitute”
“Duets” & “Never Been Kissed”

Modern Family
“Old Wagon” & “Someone to Watch Over Lily”
“Mother’s Day” & “Caught in the Act”
“Manny, Get Your Gun” & “The Kiss”

The Office
“Andy’s Play” & “China”
“PDA” & “Threat Level Midnight”
“Garage Sale” & “Goodbye Michael”

Parks and Recreation
“Flu Season” & “Ron and Tammy: Part Two”
“Fancy Party” & “Harvest Festival”
“The Fight” & “Li’l Sebastian”

30 Rock
“When It Rains, It Pours” & “Live Show (West Coast)”
“Reaganing” & “Double-Edged Sword”
“Operation Righteous Cowboy Lightning” & “TGS Hates Women”

Modern Family tem todo o elenco adulto indicado, mesmo todos sendo submetidos como coadjuvantes, possui metade das seis indicações para direção e ainda uma para roteiro. A última vez que uma comédia esteve tão bem assim na premiação foi 30 Rock em 2009 e saiu vencedora. Então…

Leva: Modern Family
Pode levar: 30 Rock
Deveria levar: The Office
Faltou: Community

Drama

Boardwalk Empire
“Boardwalk Empire” & “Anastasia”
“Nights in Ballygran” & “Family Limitation”
“Paris Green” & “Return to Normalcy”

Dexter
“Circle Us” & “Take It!”
“Teenage Wasteland” & “In the Beginning”
“Hop a Freighter” & “The Big One”

Friday Night Lights
“Fracture” & “Gut Check”
“Don’t Go” & “The March”
“Texas Whatever” & “Always”

Game of Thrones
“Winter is Coming” & “The Kingsroad”
“A Golden Crown” & “You Win or You Die”
“Baelor” & “Fire and Blood”

The Good Wife
“Double Jeopardy” & “VIP Treatment”
“Nine Hours” & “Real Deal”
“Great Firewall” & “In Sickness”

Mad Men
“Public Relations” & “The Chrysanthemum and the Sword”
“Waldorf Stories” & “The Suitcase”
“The Beautiful Girls” & “Blowing Smoke”

A disputa aqui está bem óbvia entre a tricampeã Mad Men, que deu uns tropeços no seu quarto ano, e a estreante Boardwalk Empire, que chegou com Martin Scorsese do seu lado. Acredito que até a ATAS deve estar achando repetitivo Mad Men vencendo todo ano, não que não tenha sido merecido, e não há melhor desculpa pra quebrar isso que Boardwalk Empire. A série é produção HBO, criada por Terence Winter, venceu o Globo de Ouro, o SAG e sete categorias no Creative Emmy Awards da semana passada. Como sempre existe o voto preguiçoso e “The Suitcase” é uma das Emmy tapes de Mad Men, não seria surpresa ver a série de Matthew Weiner vencendo pela quarta vez consecutiva. Contudo, é bom levar em consideração Game of Thrones, outra produção HBO, que pode surgir aí como a melhor zebra dessa premiação.

Leva: Boardwalk Empire
Pode levar: Mad Men
Deveria levar: Game of Thrones
Faltou: Fringe


Comentando os Indicados ao Emmy 2011 – Ator

Comédia

Alec Baldwin (30 Rock) – “Respawn”
Steve Carell (The Office) – “Good-Bye Michael”
Louis C.K. (Louie) – “Bully”
Johnny Galecki (The Big Bang Theory) – “The Benefactor Factor”
Matt LeBlanc (Episodes) – “Episode Seven”
Jim Parsons (The Big Bang Theory) – “The Agreement Dissection”

Só por não terem indicado o Matthew Morrison de novo, nem vou reclamar da presença de um nome aí. Submetendo um dos melhores episódios de toda The Office, Steve Carell sai na frente. O ator conseguiu emocionar muita gente, mas sem deixar o lado cômico de lado, nesse episódio que marca sua saída da série. Além disso, Carell foi indicado com todas as temporadas de The Office até agora e seria vergonhoso (para a ATAS) ele não sair vencedor na atual edição. Sempre fique preparado para a vitória de Alec Baldwin, que soma com essa dez indicações na história da premiação. Nem quero pensar nisso, mas caso Carell não vença, é o ator de 30 Rock o mais próximo da estatueta. Embora ache “Queen of Jordan” uma submissão mais sábia, “Respawn” tem o suficiente para Baldwin conseguir sua terceira vitória nessa categoria.

Leva: Steve Carell, por The Office
Pode levar: Alec Baldwin, por 30 Rock
Torço por: Steve Carell, por The Office
Faltou: Matthew Morrison, por Glee Thomas Jane, por Hung

Drama

Steve Buscemi (Boardwalk Empire) – “Return to Normalcy”
Kyle Chandler (Friday Night Lights) – “Always”
Jon Hamm (Mad Men) – “The Suitcase”
Michael C. Hall (Dexter) – “Teenage Wasteland”
Hugh Laurie (House) – “After Hours”
Timothy Olyphant (Justified) – “Reckoning”

Talvez seja aqui saia a primeira vitória pro elenco de Mad Men no Emmy. Jon Hamm, sempre indicado nessa categoria desde o início da série, se superou em “The Suitcase” e deve garantir sua primeira estatueta. O único que o ameaça é Steve Buscemi, mais pelo prestígio de Boardwalk Empire e The Sopranos do que por sua performance. Michael C. Hall poderia ser a alternativa aqui, mas a fraca temporada de Dexter não permite isso. Se o episódio submetido fosse “My Bad”, até seria possível, se a gente somasse ao seu histórico favorável na premiação, mas “Teenage Wasteland” não explora muito do ator, deixando-o um tanto longe de sair premiado. E é incrível como o Hugh Laurie sempre consegue um episódio que o inclua na lista, mesmo com temporadas tão fracas de House.

Leva: Jon Hamm, por Mad Men
Pode levar: Steve Buscemi, por Boardwalk Empire
Torço por: Jon Hamm, por Mad Men
Faltou: Gabriel Byrne, por In Treatment


Comentando os Indicados ao Emmy 2011 – Atriz

Comédia

Edie Falco (Nurse Jackie) – “Rat Falls”
Tina Fey (30 Rock) – “Double-Edged Sword”
Laura Linney (The Big C) – “Pilot”
Melissa McCarthy (Mike and Molly) – “First Date”
Martha Plimpton (Raising Hope) – “Say Cheese”
Amy Poehler (Parks and Recreation) – “Flu Season”

A indicação da Toni Collette era uma coisa tão óbvia nessa categoria que só reparei sua ausência alguns dias depois. Como puderam esquecer da Collette chutando todas as bundas nessa última temporada de United States of Tara? Ainda mais quando temos Melissa McCarthy indicada pela horrenda Mike & Molly. OK, a atriz não é ruim, mas se era pra substituir Collette, que ao menos fosse voltando a Mary-Louise Parker. Enfim, aqui temos Laura Linney na frente das demais, visto que estreantes do canal Showtime sempre têm uma força aqui, apesar de serem esquecidas com o tempo, e seu Globo de Ouro meio que reforça isso. Não vejo concorrência para ela nessa categoria, talvez Amy Poehler pela submissão certeira, o que seria outra ótima escolha. Fiquei muito feliz em ver a Martha Plimpton, excelente as usual em Raising Hope, indicada, mas possui chances quase nulas de vitória.

Leva: Laura Linney, por The Big C
Pode levar: Amy Poehler, por Parks and Recreation
Torço por: Laura Linney, por Raising Hope
Faltou: Toni Collette, por United States of Tara

Drama

Kathy Bates (Harry’s Law) – “Innocent Man”
Connie Britton (Friday Night Lights) – “Always”
Mireille Enos (The Killing) – “Missing”
Mariska Hargitay (Law & Order: SVU) – “Rescue”
Julianna Margulies (The Good Wife) – “In Sickness”
Elisabeth Moss (Mad Men) – “The Suitcase”

Tão absurda quanto a falta da Collette na categoria de Comédia é a ausência de Kyra Sedgwick aqui, ainda mais depois da atriz ter vencido essa categoria no ano passado. O fato é que sua vitória esse ano seria tão surpreendente quanto à da edição passada, já que fica aqui uma disputa boa entre Julianna Margulies e Elisabeth Moss para esse ano. Ambas foram incríveis durante toda a temporada da série e ambas submeteram o episódio correto, que mostram a melhor performance de cada em suas respectivas séries. A princípio apostava em Moss por todo o histórico que ela tem de indicações por esse papel, das quais ainda não venceu nenhuma, mas Margulies é uma atriz muito querida pela ATAS desde os tempos de E.R., que, inclusive, já lhe rendeu uma vitória como coadjuvante. Quem corre por fora é Connie Britton pelo season finale de Friday Night Lights, que retornou à premiação bastante valorizada, inclusive figurando sua última temporada na categoria de Melhor Série Dramática.

Leva: Julianna Margulies, por The Good Wife
Pode levar: Elisabeth Moss, por Mad Men
Torço por: Elisabeth Moss, por Mad Men
Faltou: Kyra Sedgwick, por The Closer


Um Vídeo


Comentando os Indicados ao Emmy 2011 – Ator Coadjuvante

Comédia

Ty Burrell (Modern Family) – “Good Cop, Bad Dog”
Chris Colfer (Glee) – “Grilled Cheesus”
Jon Cryer (Two and a Half Men) – “The Immortal Mr. Billy Joel”
Jesse Tyler Ferguson (Modern Family) – “Halloween”
Ed O’Neill (Modern Family) – “The Kiss”
Eric Stonestreet (Modern Family) – “Mother’s Day”

Analisando baseado nas submissões, diria que todos possuem a mesma probabilidade de vitória, com exceção do Ed O’Neill, que é um ótimo ator, mas ficou um tanto atrás dos demais indicados esse ano. Levando em consideração o favoritismo precoce que Modern Family obteve com os votantes, acho difícil um dos QUATRO nomes do elenco masculino da série indicados não sair da cerimônia premiado. No maior estilo aposta-torcida, vou de Ty Burrell. Caso haja uma divisão de votos, quem deve se beneficiar é Chris Colfer, que além de mostrar que não estava na edição passada apenas para completar lista sendo indicado mais uma vez, mostrou o seu melhor momento, ainda que numa performance dramática, em “Grilled Cheesus”.

Leva: Ty Burrell, por Modern Family
Pode levar: Chris Colfer, por Glee
Torço por: Ty Burrell, por Modern Family
Faltou: Oliver Platt, por The Big C

Drama

Andre Braugher (Men of a Certain Age) – “Let the Sunshine In”
Josh Charles (The Good Wife) – “Closing Arguments”
Alan Cumming (The Good Wife) – “Silver Bullet”
Peter Dinklage (Game of Thrones) – “Baelor”
Walton Goggins (Justified) – “The I of the Storm”
John Slattery (Mad Men) – “Hands and Knees”

Senti muita falta do elenco de atores coadjuvantes de Boardwalk Empire nessa categoria, visto que até o John Slattery – que eu gosto bastante, mas fez pouquíssimo nessa temporada de Mad Men – foi indicado. Aposto, então, em Walton Goggins, não somente pela performance no episódio submetido, mas pela valorização que o elenco de Justified conquistou nessa edição da premiação. Outro que sai na frente é Peter Dinklage, que submeteu um dos muitos episódios de Game of Thrones que o fariam merecer essa estatueta, e até mesmo pelo fator “ator cômico em série dramática” que os votantes adoram.

Leva: Walton Goggins, por Justified
Pode levar: Peter Dinklage, por Game of Thrones
Torço por: Peter Dinklage, por Game of Thrones
Faltou: Michael Shannon, por Boardwalk Empire