Oscar 2011: Comentando os indicados – Parte III

Animação (3/3)

– Como Treinar Seu Dragão

– O Mágico

– Toy Story 3

 

A Pixar é praticamente imbatível nessa categoria e não é preciso ser nenhum sábio para perceber que Toy Story 3 é o vencedor mais provável dessa categoria. Afinal, é o único também indicado pelo roteiro, além de estar entre os dez em Melhor Filme. O estúdio só perdeu o Oscar de Melhor Animação duas vezes na história da categoria, e como não temos nenhum Shrek para concorrer e Carros não é o representante da Pixar nessa categoria…

 

Leva: Toy Story 3

Pode levar: O Mágico

Deveria levar: Toy Story 3

Faltou: Megamente

 

 

Filme em Língua Estrangeira (4/5)

– Biutiful (México)

– Dente Canino (Grécia)

– Em Um Mundo Melhor (Dinamarca)

– Fora-da-Lei (Argélia)

– Incêndios (Canadá)

 

A disputa nessa categoria fica entre Dinamarca e México. Por mais que Um Mundo Melhor seja uma aposta mais segura, acredito que o prestígio que o diretor Alejandro González Iñárritu possui da AMPAS pesará muito no vencedor da categoria. Além do mais, Javier Bardem conseguiu uma indicação a Melhor Ator, o que dá mais uma vantagem ao filme mexicano. Dito isso, arrisco em Biutiful.

 

Leva: Biutiful (México)

Pode levar: Em Um Mundo Melhor (Dinamarca)

Deveria levar: Biutiful (México)

Faltou: Life, Above All (África do Sul)

 

 

Atriz Coadjuvante (5/5)

– Amy Adams, por O Vencedor

– Helena Bonham Carter, por O Discurso do Rei

– Melissa Leo, por O Vencedor

– Hailee Steinfeld, por Bravura Indômita

– Jacki Weaver, por Reino Animal

 

BAFTA a favor da Helena Bonham Carter, quase toda a temporada de prêmios a favor da Melissa Leo e a campanha polêmica da Melissa Leo a favor da Hailee Steinfeld. Assim está a disputa nessa categoria que será a mais curiosa da premiação. Ano passado uma campanha quase que ilegal para Guerra Ao Terror não impediu que o filme saísse como o grande vencedor da noite, dessa forma não vejo porque acreditar no bom senso da Academia por algo deselegante por parte da Melissa Leo.

 

Leva: Melissa Leo, por O Vencedor

Pode levar: Hailee Steinfeld, por Bravura Indômita

Deveria levar: Helena Bonham Carter, por O Discurso do Rei

Faltou: Mila Kunis, por Cisne Negro

 

 

Ator Coadjuvante (4/5)

– Christian Bale, por O Vencedor

– John Hawkes, por Inverno da Alma

– Jeremy Renner, por Atração Perigosa

– Mark Ruffalo, por Minhas Mães e Meu Pai

– Geoffrey Rush, por O Discurso do Rei

 

Essa foi uma das categorias mais fracas esse ano. Ignoraram o Andrew Garfield e ainda indicaram uma atuação morna como essa do John Hawkes por Inverno da Alma. Com exceção do BAFTA, que premiou o Geoffrey Rush, a temporada de premiações está a favor do Christian Bale e outra vitória nessa categoria seria uma surpresa total. Apesar disso, acho que o Bale poderia se contentar com a indicação, mas não sou eu quem vota.

 

Leva: Christian Bale, por O Vencedor

Pode levar: Geoffrey Rush, por O Discurso do Rei

Deveria levar: Geoffrey Rush, por O Discurso do Rei

Faltou: Andrew Garfield, por A Rede Social

 

 

Roteiro Adaptado (5/5)

– Bravura Indômita

– 127 Horas

– Inverno da Alma

– A Rede Social

– Toy Story 3

 

Se há alguma coisa que faz de A Rede Social um dos favoritos, é seu roteiro, o melhor aspecto do filme. Os Coen são geniais sempre e não é diferente com Bravura Indômita. São a única ameaça aparente ao roteiro de Aaron Sorkin.

 

Leva: A Rede Social

Pode levar: Bravura Indômita

Deveria levar: A Rede Social

Faltou: O Escritor Fantasma

Anúncios

5 Comentários on “Oscar 2011: Comentando os indicados – Parte III”

  1. Claro que o meu “deveria levar”, na categoria de animação, você sabe, é para COMO TREINAR O SEU DRAGÃO, mas a Pixar é privilegiada, e TOY STORY é uma franquia tão querida que nunca ganhou nada que será quase impossível não vencer — e acredito que toda a compensação pelos outros filmes pode se converter também em vitória de Canção Original e, num cenário menos provável, em roteiro adaptado. Em filme de língua estrangeira, minha aposta é em INCÊNDIOS e contra BIUTIFUL, Cinema tragédia-exagero de Iñárritu. Entre os coadjuvantes, torço desesperadamente (pfff) contra Bale e Leo, entre excessos e caricaturas em O VENCEDOR. E roteiro adaptado para A REDE SOCIAL é daqueles prêmios certos desde antes da temporada de premiações (às vezes penso no caso AMOR SEM ESCALAS/PRECIOSA, mas as comparações são indevidas).

  2. Mayara Bastos disse:

    Acho que a categoria mais aberta é atriz coadjuvante, todo pode acontecer. A maioria ai será barbada mesmo. rsrs. 😉

  3. Houldine Nascimento disse:

    Apesar de concordar, em parte, com Denardin a respeito das atuações de Christian Bale e Melissa Leo, quando diz que chegam a ser caricaturais, eu consegui me envolver com ambos, especialmente com a de Bale. No começo eu até estranhei, mas depois me deixei levar. Em O Vencedor, ele está leve, solto, brincante. Que fique claro: gostei muito de Geoffrey Rush (podia até ser indicado como protagonista, assim como a própria Hailee), sempre pontual, mas, entre os dois, fico com Bale.
    Em filme estrangeiro, estou com Alexsandro e não abro: Biutiful na cabeça!

    • Mateus, acho que a pessoa que mais sabe no mundo dessa sua obsessão por Como Treinar Seu dragão sou eu rsrs. Como comentamos há pouco, concordo em relação ao Bale, acho que ele interpretou um drogado como um doente mental, e discordo em relação à Melissa Leo, que me ganhou por completo. Incêndios é uma aposta até arriscada de sua parte, mas visto que o Oscar sempre surpreende nessa categoria, O Segredo dos Seus Olhos desbancou o até então favorito A Fita Branca ano passado, não acho difícil.

      Mayara, Depois dessa campanha polêmica da Melissa Leo ficou mesmo muito aberta.

      Houldine, acho o Bale muito exagerado e me incomoda por todo o filme. Prefiro muito mais o Rush, que pra mim está na categoria certa, diferente da Hailee, visivelmente protagonista de Bravura Indômita.

      Abraço.

  4. Julia disse:

    Simplesmente brilhante sua descrição da corrida por Melhor Atriz Coadjuvante. Estou apostando em HBC, mesmo sabendo que é muito difícil, mas tenho fé em Harvey Weinstein na categoria. Vale lembrar que a polêmica por Guerra ao Terror estourou bem no final, e o filme já tinha tido apoio do também do BAFTA.

    No caso da Leo, as fotos saíram umas duas/três semanas antes do prazo final (uma vez colocaram um olheiro e viram que, no último dia, chegaram quase 500 boletos) e o filme aparentemente não funcionou bem com os ingleses, que são porção considerável da Academia. Eu realmente não queria que a atuação exagerada da Leo e nem que a fraude de categoria da Steinfeld fossem recompensadas, então vamos torcer para que Marcia Gay Harden – ou, pelo menos, Tilda Swinton – seja mencionada nos artigos de segunda…

    As minhas previsões aqui:
    http://takeastresspill.blogspot.com/2011/02/previsoes-finais-academy-awards-2011.html


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s