Em 2011… [no Brasil]

 

Feliz ano novo, cinéfilos e cinéfilas!

Que venha 2011!


Top 10 Episódios – Novembro/10

"It will never be hard to me to look at you."

  1. The Big C – 1×13 – Taking the Plunge
  2. Weeds – 6×13 – Theoretical Love Is Not Dead
  3. In Treatment – 3×19 – Jesse: Week Five
  4. Dexter – 5×09 – Teenage Wasteland
  5. The Office – 7×08 – Viewing Party
  6. Modern Family – 2×08 – Manny Get Your Gun
  7. Community – 2×08 – Cooperative Calligraphy
  8. Raising Hope – 1×09 – Meet the Grandparents
  9. The Walking Dead – 1×02 – Guts
  10. The Big Bang Theory – 4×08 – The 21-Second Excitation

 

P.S. 1: Como é de praxe, limitei um episódio por série.

P.S. 2: Uma série que muito provavelmente estaria na lista é Boardwalk Empire, mas por atraso meu não assisti nenhum episódio da série esse mês.


Megamente, de Tom McGrath

Ser vilão está na moda e não é preciso pensar muito para lembrar-se de alguns vilões e anti-heróis famosos na TV e no cinema. Na animação, recentemente tivemos ‘Meu Malvado Favorito’ que acabou não passando de uma animação infantil bacaninha. ‘Megamente’ também cai em várias armadilhas criadas pelo próprio roteiro e se rende a alguns clichês, mas possui também muitos méritos e o maior deles é a construção do personagem protagonista, que facilmente cairá no gosto do público. As seqüências iniciais são a melhor coisa do filme, monstrando o contraste entre a infância do Megamente e a do Metro Man, herói visivelmente inspirado no Superman.

Além de diversas referências, que vão desde outros heróis até a campanha de Barack Obama para a presidência dos EUA, ‘Megamente’ possui uma seleção de músicas excelente, com clássicos como “Welcome to The Jungle”, do Guns N’ Roses’, e a mais do que adequada “Bad”, do Michael Jackson. Mesmo com apenas três indicados na categoria Melhor Animação do próximo Oscar, não seria surpresa ver ‘Megamente’ na lista. Uma animação que é até previsível, porém diverte bastante com seus personagens carismáticos, obrigatórios em qualquer filme, mas especialmente em animações.


A Rede Social, de David Fincher

Um dos filmes do ano. É essa a ideia que vem à cabeça ao término da sessão de ‘A Rede Social’. David Fincher mais uma vez faz um trabalho magnífico na direção, adicionando à sua ótima carreira mais um bom filme, que, nas mãos de outro diretor, poderia ter sido apenas um teen movie. Não há uma ou outra cena marcante, mas a estabilidade, o ritmo e a coerência presentes no longa fazem dele um dos fortes candidatos nas inúmeras premiações que certamente concorrerá. Vale destacar também a trilha sonora, moderna e cool, possui composições facilmente premiáveis.

Jesse Eisenberg é uma espécie de Michael Cera crescido e seu personagem caiu como uma luva para si, bem como o Scott Pilgrim para o Cera. Ainda é possível observar uma boa performance do Justin Timberlake e um excelente Andrew Garfield, o que há de melhor nesse elenco jovem bastante eficiente. Comparações com o telefilme ‘Piratas do Vale do Silício’ vão certamente surgir, e realmente há certa semelhança, mas o longa de Fincher se destaca fácil. Não é apenas um tipo de documentário sobre a criação do Facebook, trata-se de algo além. No fim das contas, a mensagem passada pelos pôsteres foi muito bem trabalhada: não se conquistam amigos sem também conquistar inimigos.