As Melhores Coisas do Mundo, de Laís Bodanzky

Em ‘As Melhores Coisas do Mundo’, Mano, um jovem de 15 anos, após um acontecimento na família vê sua vida se complicar ao passo que começa a lidar com questões como virgindade, bullying, homossexualidade, entre outros temas recorrentes na vida de um adolescente. Dirigido por Laís Bodanzky e escrito por Luiz Bolognesi, o longa brasileiro tem no elenco nomes como Caio Blat, Denise Fraga, Paulo Vilhena, Fiuk, além da revelação Francisco Miguez, como protagonista.

Ao invés de focar em questões como a corrida pela perda da virgindade ou o consumo exacerbado de drogas, ‘As Melhores Coisas do Mundo’ mostra uma visão sensível da vida de um adolescente, levantando temas interessantes, que despertam a empatia do público. Bodanzky, que já teve seu trabalho reconhecido com ‘Bicho de Sete Cabeças’, onde também trabalhou com o roteiro de Bolognesi, foi muito feliz em desviar seu longa do clichê nerd. Seu roteirista também merece elogios tanto quanto, afinal, os assuntos abordados foram bastante pertinentes, além dos personagens bem construídos serem encaixados de maneira quase que perfeita na trama.

Francisco Miguez é a grande surpresa. O inexperiente ator surpreende no papel principal, Mano, um personagem que facilmente poderia causar desaprovação se não interpretado de maneira decente e equilibrada, o que certamente Miguez não permitiu que acontecesse, vivendo Mano de forma bastante natural e convincente. Denise Fraga, interpretando a mãe de Mano, também rende bons momentos, em especial a cena dos ovos, onde contracena apenas com Miguez. O elenco de apoio por sua vez não traz nada muito além do agradável, mas funciona muito bem.

É até uma pena que filmes como ‘High School Musical: O Desafio’ sejam tão bem divulgados, à medida que longas como esse estejam tão à margem dos holofotes. Laís Bodanzky conseguiu trazer ao cinema nacional mais uma fita digna de elogios, mesmo sem um Rodrigo Santoro no elenco. Uma hora ou outra vemos a inexperiência dos atores ficarem claras, mas o trabalho de Bodanzky faz com que isso seja irrelevante, até pelo fato de na maior parte do longa ela dirigi-los de forma a não ficar visível tal problema.

Anúncios

5 Comentários on “As Melhores Coisas do Mundo, de Laís Bodanzky”

  1. Vinícius P. disse:

    Um dos filmes que estou ansioso para ver desde o início do ano, expectativa que foi aumentada com os comentários mais que positivos. Me interessa especialmente por ser uma temática não tanto abordada em nosso cinema – e, aparentemente, de uma excelente maneira.

  2. Jenson disse:

    Apesar de ser um tema pouco batido no nosso cinema, o próprio não me desperta tanto interesse.

  3. Wally disse:

    Gostei muito desse filme. Real, bonito e caprichado. Não dava nada por ele. [****]

    • Vini, o filme é isso mesmo que você espera. Fui muito curioso ver, também por causa dos comentários positivos, e acabei gostando bastante.

      Jenson, uma pena, pois é um ótimo filme.

      Wally, também não. É bom demais você achar coisas boas onde menos se espera.

      Abração!

  4. Matheus Rufino disse:

    Quero muito ver esse, é um raro caso de filme em que o trailer me desanimou e os comentários me animaram, pena que já saiu de cartaz aqui, mas às vezes acontece de voltar, e não deve ser difícil de encontrar em dvd quando sair. Fico feliz com a evolução do nosso cinema, tá ficando cada vez mais diverso.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s